Sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Seminário Interdisciplinar sobre o Mundo do Trabalho IPESA/ULBRA

12 e 13 de maio/2003 - Canoas

12 e 13 de maio de 2003

Comissão organizadora e de sistematização

Prof. Ottmar Teske - sociologia

Prof. Renan Lobo - administração

Prof. Daniel Müller - informática

Prof. Marino Grecco - engenharia química

Informações

Promoção:IPESA/ULBRA - (Instituto de pesquisa em estudos surdos e da acessibilidade)

Apoio dos cursos: Serviço social, história e gestão de segurança do trabalho

Carga horária: 8 / 12 horas aula - emissão de atestado

IPESA/ULBRA - www.ulbra.br/estudossurdos

E-mail: ipesa@ulbra.br

Fone/fax: 477-9190 / 9167-0038

Objetivo geral

O objetivo principal é possibilitar que a comunidade acadêmica da ulbra, possa debater de forma aprofundada a temática "o mundo do trabalho" e propor alternativas. Para isso propõe-se um diálogo com outras áreas do conhecimento e com intelectuais orgânicos comprometidos com esse campo para socializarem suas experiências com professores e alunos da universidade e da comunidade local interessada nesta temática.

Objetivos específicos

Sensibilizar a comunidade acadêmica á vislumbrar as diferenças como instrumento de mudanças nas relações antes assistenciais, hoje de acessibilidade universal.

Promover e aproximar o debate, o prazer no compreender o trabalho e suas subjetividades, e a pesquisa produtiva para a superação dos obstáculos, crenças exigidas ao mundo atual.

Estruturar uma linha de pesquisa e extensão contemporânea, interdisciplinar e refletir as mudanças nas organizações formadoras de opinião e áreas integradoras da satisfação no ambiente de trabalho formal e informal.

Público alvo

Acadêmicos da ulbra e comunidade envolvida com a temática - trabalho e acessibilidade.

Metodologia

Será organizado um seminário temático, no qual os participantes receberão uma orientação anterior, para que possam realizar leituras nessa área e preparar questões para serem aprofundadas após a conferência realizada. A mesa será composta por um coordenador, um relator, e conferencistas convidados. Este material será disponibilizado para futura publicação. O objetivo é que possa subsidiar aos professores e alunos das disciplinas relacionadas ás ciências sociais, mais especificamente na área do trabalho e acessibilidade.

Os autores e conferencistas convidados também são autores renomados e reconhecidos através de suas obras e atividade sobre o mundo do trabalho e seus sentidos. A prática dos organizadores é sempre promover a leitura e interpretação das obras e dos temas propostos, junto aos seus alunos, antes e propositadamente, para possibilitar a discussão com o autor ou mobilizador da temática o mundo do trabalho, a cada semestre.

Justificativas

As transformações tecnológicas, exigem uma análise diferenciada entre a investigação científica e a transmissão de conhecimento. Isso também precisaria ser debatido entre as minorias lingüísticas, as relações mediadas pelas PESSOAS portadoras de deficiência que pleiteiam a reconstrução do Estado Social.

1. O conceito de acessibilidade universal retoma seu status na atualidade por alguns grupos apesar de todos os estereótipos e ações paternalistas que ainda envolvem esse campo.

2. Repensar essa temática a partir da centralidade da categoria trabalho, faz parte da agenda de muitos movimentos sociais relacionados com essa área.

3. A acessibilidade universal precisa ser assumida por todos os segmentos da sociedade, pois esse deveria ser o compromisso de todos, principalmente nas Universidades.

4. Grupos nacionais e internacionais, cada vez mais, unem-se e formam suas redes, fortalecendo o movimento e conquistando espaços significativos na sociedade. Com o avanço das concepções neoliberais das últimas décadas somente alguns produzem e podem consumir, sendo que há um número cada vez mais crescente de pessoas que não estão produzindo logo não consumirão.Os que produzem , na grande maioria, consomem o mínimo para continuarem sua tarefa laboral. Precarizados, fragilizados, incluídos no sistema cartesiano sobrevivem animalizados.

5. Muitas PESSOAS portadoras de deficiência continuam vagando por este mundo sobrevivendo e sendo superexplorados, em nome de sua "eficiência" e disposição. Esses são incluídos no mundo do trabalho, nas políticas sociais, na empresa, na escola mas ao mesmo tempo recebem salários inferiores em relação aos considerados superiores, no caso sempre serão os homens brancos normalizados e normatizados, os quais continuam recebendo mais que as mulheres brancas, que recebem mais que os homens negros e assim sucessivamente. Neste aspecto, tem crescido os movimentos de contrapoderes, fundamentados numa solidariedade subterrânea, reivindicando a acessibilidade para todos.




O uso deste material é livre, contanto que seja respeitado o texto original e citada a fonte: www.assediomoral.org