Terça-feira, 22 de agosto de 2017

Encontro de Mulheres Borracheiras

Data: 29 de março de 2009

Programação

09:00h: Formação da mesa e saudações
09:30h: Kitty Coelho (coordenadora do Alcoólicos Anônimos)
10:30h: Abertura para perguntas
11:00h: exibição do vídeo Acorda Raimundo
11:15h: Assedio moral no trabalho e saude das trabalhadoras - Dra.Margarida Barreto
12:15h: Abertura para perguntas

Local: Colônia de Férias
Av. dos Sindicatos, 443 - Cidade Ocean - Praia Grande - SP

Fone: (13) 3494-3908


É preciso dar um basta no assédio moral

Maria Auxiliadora dos Santos
27-Fev-2009

O movimento sindical deve discutir rapidamente, um problema que vem crescendo nas empresas, que é o assédio moral. As mulheres são humilhadas nos locais de trabalho. Eu como dirigente sindical não aceito este tratamento.
É nítida a diferença de tratamento dispensado pelos encarregados às trabalhadoras e aos trabalhadores. Quando as mulheres erram os superiores se dirigem a elas aos gritos, se expressando de modo rude usando palavras de baixo calão. Muitas entram em depressão. Para os homens o tratamento é diferente. Os chefes falam com eles com mais educação.
Quando recebo denúncias deste tipo negocio com as empresas. Quando não conseguimos resolver o problema paramos as fábricas. Entendo que é preciso ter educação no trato com as pessoas, ou seja, entre homens e mulheres.
Mas sabemos que a mudança se dará com a convivência pacífica e deve ser afinada diariamente. É preciso dar um basta na violência verbal. Outra preocupação das trabalhadoras é com a violência doméstica pois muitas mulheres têm perdido a vida. Devemos continuar lutando também pelo cumprimento da lei Maria da Penha.

Maria Auxiliadora dos Santos,
Secretária-adjunta da Secretaria Nacional da Mulher da Força Sindical





O uso deste material é livre, contanto que seja respeitado o texto original e citada a fonte: www.assediomoral.org